sexta-feira, dezembro 21, 2007

Final do ano!

Como eu já devo ter dito por aqui alguma vez, não gosto muito de final de ano. Apesar da família reunida e da renovação das energias que ocorrem com o fechamento de um ciclo e a abertura de um novo, não me sinto plena nesta época. Gosto mesmo é de páscoa! Tá certo, sou uma chocólatra assumida, mas fazer o quê se acho o coelhinho mais convincente do que um velhinho que vem lá do Polo Norte, cheio de roupas em pleno verão brasileiro?
Mas não foi por isto que comecei este post. Meu objetivo é acentuar a "queda" da CPMF. Todos os jornais estão realizando matérias sobre "o que muda com o fim da CPMF". O que mais me surpreendeu foi a declaração do ministro da Saúde que afirmou que quem mais sofrerá com a perda do imposto sobre a movimentação financeira é a saúde. Isto é interessante, já que o imposto foi criado para ser provisório e seu rendimento deveria ser apenas e tão somente para a saúde. No entanto, nos últimos tempos, o valor destinado para a saúde era dividido para outros setores.
Com a movimentação individual já era possível saber o quanto um cidadão contribuía para a sua saúde, sendo que já paga outros impostos. Imaginem então num país do tamanho do Brasil, onde os funcionários públicos, em sua maioria recebem via conta bancária, e quando retiram seu salário mensal já têm descontado a CPMF? Agora somem a tudo isso as contribuições de todos estes anos de imposto e observem na sua região se a saúde mudou realmente. Procure lembrar-se de como funcionava o posto de saúde próximo de sua casa ou o Pronto Socorro de sua cidade.
Dando uma rápida volta no tempo não percebo tantas mudanças.

MASP
Um povo muito esperto lá em São Paulo passou a mão em um Picasso e um Portinari. As obras eram as principais do acervo do Museu de Arte de são Paulo (MASP). Os criminosos foram gravados pelo circuito interno do museu. A polícia Civil está investigando.

Norton Nascimento
O ator Norton Nascimento, 45 anos, morreu hoje devido a falência cardíaca por quadro infeccioso pulmonar. Nascimento havia feito um transplante de coração em 2003, para a correção de um aneurisma na aorta, um problema congênito. Depois disso o ator virou um grande ativista em prol da doação de órgãos no Brasil.
Nacimento sentiu-se mal e foi levado a Beneficiência Portuguesa, onde veio a falecer.

violência
Fico chocada com a violência que ronda os homens jovens. Começa no trânsito, passa pelos estádios de futebol e se alastra por aí. A campanha contra a violência no trãnsito lançada pelo grupo RBS sintetiza o que penso: "o que estes machos que correm e se batem tem na cabeça?". Gostaria de saber. Por que quando acaba o jogo de futebol eles não vão para casa ou apenas conversar com os amigos?
Outra coisa que não entendo (e podem dizer que é porque sou mulher) qual é a graça de subir num ringue pra levar porrada? Eu até entendo box, karate, tae-kon-do e kung fu como esportes, agora, vale tudo! Vale tudo pra mim é só brutalidade!
Estou falando disso porque fico preocupada com o quanto os jovens do sexo masculino se expõe a riscos desnecessários. Quem sabe com a campanha e com a chegada das festas de final de ano as coisas comecem a mudar? Quem sabe exemplos como o do lutador Ryan Gracie também não sirva de alerta?

votos
Faço votos de que 2008 seja um ano de muita paz. Que aconteçam mudanças boas e verdadeiras no nosso país. Um grande abraço para todos.

quarta-feira, dezembro 19, 2007

Teatro amador na Colônia

Quem disse que trabalhar na lavoura consome tempo e causa tanto cansaço que o colono não tem vontade de mais nada? Quem é adepto desta idéia não conhece o grupo de teatro amador Anjos e Lobos. A trupe é formada por homens e mulheres jovens que depois de guardarem suas ferramentas vão para as suas casas e deixam a imaginação rolar solta, mesmo depois de um dia atribulado na lavoura de fumo. Prova disso é que no dia 31 de dezembro, às 21 horas a peça "A saga do seu Américo Vespúcio" será apresentada no espaço "oca" do Piquete Sentinela do Quilombo, na Vila Nova, colônia de Pelotas.
A comédia foi escrita pelo próprio grupo, que também criou os figurinos e o cenário. Os ensaios são realizados no período da noite na casa de um dos integrantes do grupo.
A peça já foi apresentada em Canguçu, onde provocou boas risadas. Você não pode perder, anote na sua agenda, antes da virada do ano esqueça as tristezas com "A saga do seu Américo Vespúcio". A entrada é franca.

terça-feira, dezembro 18, 2007

Túnel do tempo!

Esta coluna traz os comentários mais retrógrados que vi até agora nas minhas pesquisas. Segue abaixo a íntegra da COLUNA DE PORTO ALEGRE, assinada por Carlos Coelho e publicada no diário Popular de 27 de fevereiro de 1975. Se ele tentou usar de ironia para dizer o que queria não alcancei sua intenção. Na minha opinião o senhor Coelho é escreveu de forma extremamente clara sua opinião em relação ao meio ambiente e a ação de proteção tomada pelos estudantes e pelo diretor da Escola de Engenharia. Este fato também teve como desdobramento a convocação do presidente da AGAPAN, na época, o ambientalista José Lutzemberger, para prestar esclarecimentos no DOPS gaúcho. Lá Lutzemberger solicitou a retirada dos nomes dos estudantes, que impediram a derrubada das árvores no Parque da Redenção, das fichas do DOPS.
Os universitários foram espancados pela BM e fichados no DOPS.
Ação subversiva
Dona Darcy Furtado, há pouco mais de uma semana, declarou-se, em reunião da Comissão representativa da Assembléia Legislativa, partidária da revogação do Ato Institucional nº 5 e do Decreto -Lei 477. Os acontecimentos de Porto alegre, anteontem, mostram como a ilustre parlamentar da ARENA está no caminho errado. se, em plena vigência do AI-5 e do DL 477, estudantes se arrogam o direito de tentar impedir a derrubada de velhas e imprestáveis árvores do Parque da Redenção, o que não fariam não fora a vigência daqueles diplomas repressivos?
sou de opinião que os estudantes devem ser enquadrados no Decreto-Lei 477, expulsos da Universidade e processados criminalmente nos termos da Lei de Segurança Nacional. Igualmente, o diretor da Escola de Engenharia deve ser enquadrado nos diplomas legais pertinentes, pois sua atitude, trepando na árvore, para dialogar com os universitários, configurou ato típico de incitação à subversão. Por muito menos do que isso um irmão do ex-ministro Luís Fernando Cirne Lima foi excluído do magistério universitário, faz alguns anos.
Igualmente é necessário e punir exemplarmente os fotógrafos, jornalistas, radialistas que tentaram documentar parcialmente e impedir a ação dos bravos brigadianos comandados pelo tenente Jesus, os quais, com risco da própria vida, em número de 20, enfrentaram uma mulher e dois rapazes, todos os três periculosos subversivos,usando tão somente porretes e preparo físico, embora portassem armas de fogo.
Mas não adianta reprimir a subversão antes de eliminar as causas. Está provado que o Parque da Redenção é agora o mais novo argumento dos inimigos da civilização cristã e ocidental. O remédio, portanto está na eliminação da causa: derrubemos as árvores; as que forem aproveitáveis pela Borregarrd, a esta sejam vendidas; as demais, transformadas em carvão vegetal. Após, salgue-se o terreno, para que ali mais nada possa vicejar. Na área, além de necessárias vias expressas, implante-se um estacionamento para automóveis, arrasado também o Auditório Araújo Vianna, obra suntuária e demagógica do conhecido subversivo Cândido Norberto dos Santos. Onde se viu desperdiçar terreno tão altamente valorizado com transas de cultura, privilégio de países economicamente desenvolvidos.
tomadas essas providências saneadoras, é preciso não esquecer de erigir ao centro do antigo Parque da Redenção uma coluna de concreto de 50 metros de altura, no topo da qual se plantará uma estátua equestre do engenheiro Telmo Thompson Flores - I e único. E assim como o monumento a Júlio de Castilhos,na Praça da Matriz, é guardada por perdigueiros de bronze, o em louvação do atual alcaide poderia ser cercado por pequenas estátuas pedestres do coronel Danesi, do tenente Jesus, do Brigadiano Desconhecido, dos engenheiros Plínio Almeida e Hélio Meira, respectivamente secretários municipais de Obras e Viação e Transportes.
Se, porém, as nossas sugestões não forem tomadas na devida conta, preparem-se, a atual e a futura administrações municipais, para o sucesso de novas intentonas subversivas. É preciso não esquecer que, mesmo após a Revolução Democrática de 1964, um conhecido agitador, já falecido de nome Adel Carvalho, impediu que o saudoso prefeito Célio Marques Fernandes derrubasse as Palmeiras da Avenida Oswaldo Aranha e desse à cidade mais uma maravilhosa pista de alta velocidade.
ao invés de dar força a entidade tais como o Instituto dos Arquitetos, Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural, vulgo AGAPAN, e quejandos, as autoridades precisam ouivr (sic) mais as sábias advertências da secção riograndense da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade. Agir contrariamente é fazer política de avestruz. (Carlos Coelho, especial para o DIÁRIO POPULAR).

quinta-feira, dezembro 13, 2007

Revoltada! eu?

Sim estou revoltadíssima, pois estou cansada de cair e tropeçar nos buracos das calçadas desta cidade. Até porque não são apenas algumas lajotas que faltam aqui e ali, são tampas de bueiros e de esgotos que foram roubadas.
Não é uma questão de a mocinha vir bela e fagueira pela calçada e quando menos espera cai do salto e torce o pé. É um perigo para crianças que enfiam a perna quase inteira dentro do buraco correndo o risco de uma fratura. Este problema também pode acontecer com os idosos, que devido a sua idade, tem maior dificuldade de cicatrização no caso de um osso quebrado.
Há algum tempo noticiou-se espalhafatosamente uma parceria entre prefeitura, sindilojas e cidadãos para a recuperação das calçadas, mas até agora não percebi mudanças.
Quanto aos meliantes que roubam as tampas de bueiros, esgotos e abertura dos subterrâneos só há uma coisa a fazer coibir sua ação antes e depois. antes impedindo que levem as coisas e depois não permitindo que efetuem as vendas em ferros-velhos e assemelhados. Isto se estende aos que roubam os fios de eletricidade e telefones, pois estes além de prejudicar cidadãos, queimam os fios na raiz de árvores e podendo provocar incêndios.

Surpresa CPMF recusada!

Ao contrário do que todos esperavam o Congresso Nacional surpreendeu a todos votaram a CPMF e não aprovaram sua continuação. O que surpreendeu também foi o fato do Senador Pedro Simon ter sido contra a renovação da taxa até a meia-noite e depois ter votado a favor da sua permanência.
Política!!! Cada dia uma surpresa diferente, o problema é que na grande maioria das vezes não é uma boa nova. Talvez lá em Brasília os deputados e senadores estejam tomados do espírito natalino e pensando nas pessoas de bem deste país tenham resolvido, pela primeira vez, pensar no povo. Ou... e creio ser esta a mais provável, tenham sido contra a renovação da CPMF só pra encher e sacanear o presidente Lula. aliás, este teve uma reação bem pouco polida e política e estravasou sua raiva com a "queda" do imposto provisório que acaba este ano.

terça-feira, dezembro 11, 2007

Samarone

A Câmara de Vereadores de Pelotas já foi cenário de tudo, de espancamento de agrassões verbais. Sabe-se-lá se também não teve tiros e outras coisas?
O fato mais recente, e que recebeu repercussão nacional, foi o ato exibicionista do suplente de vereador do Democratas, Edson Campos, conhecido como Samarone. Conhecido na cidade por seu trabalho como segurança de empresas de ônibus e pugilista ganhou fama nacional após realizar um protesto, dentro do pátio da Câmara de Vereadores, tirando as calças. A ação foi gravada pela câmera de segurnaça da casa e já percorre telejornais, além de ter sido solicitada pelo programa Casseta e Planeta e rede Record. O "protesto" foi devido ao fato do partido Progressista requerer o mandato de vereador suplente, que está sob a "guarda" de Edson Campos.
Agora ature as piadinhas do Casseta e Planeta sobre os vereadores pelotenses que tiram as calças na Câmara.

Qualquer semelhança é mera coincidência!

"Pinochet adverte
O presidente chileno Augusto Pinochet advertiu os seus compatriotas de que terão de esquecer-se da política, pois seu governo "vai se prolongar por um longo tempo". Acrescentou que "este governo não é esporádico. Vai se prolongar por um longo tempo e não pode existir uma mentalidade política na ação dos serviços"."

Esta é uma nota da coluna "MUNDO EM TÓPICOS do Jornal Diário Popular de Pelotas, no dia 18 de fevereiro de 1975. Na época a América Latina sofria nas mãos da Ditadura e parte dos países europeus também, com reservadas diferenças é claro.
Na pesquisa de jornais e no estudo da história é interessante perceber que alguns fatos passados anos voltam a se repetir de formas semelhantes às vezes. Por isto, temos de estudar o passado para tentar não repetir aqueles erros no futuro.

quarta-feira, dezembro 05, 2007

Os POMERANOS chegaram! Que povo é este?


Palestra de encerramento do curso de Alemão, com o historiador e escritor Jairo Scholl Costa. Muito interessante, deu vontade de ler o livro "O pescador de arenques", escrito pelo palestrante. O livro trata da saga dos pomeranos aqui em Pelotas e São Lourenço. a palestra foi na segunda, mas o livro está a venda nas livrarias.

De tudo um pouco!

Corintians!
Não gosto de falar de futebol, mas neste caso tem tudo a ver com a política, com corrupção e a máfia. Acho que o Corintians tinha sim que cair para a segunda divisão, porque esteve envolvido em maracutaias dentro e fora do campo, comprou juízes e se envolveu com a máfia russa. Corrupção ativa e descarada! É claro que os dirigentes pensaram que como estão no Brasil e aqui tudo acaba em pizza, acharam que no seu caso também iria acabar. Ainda bem que no caso futebolístico o timão caiu para a segunda divisão. Pelo menos uma punição! Perdoem as rimas infames!

Cadeias mistas
Eu me indignei demais com a declaração de um delegado que colocou uma menina, menor numa cela com vinte homens. Me irritei demais porque, primeiro, o dito cujo disse que não tinha problema ela estar junto com 20 homens pois não era menor de idade. Depois o distinto policial (pra não dizer coisa pior) disse que a moça só podia ter um problema mental. Eu respondo esta, problema mental quem tem é este senhor que deu estas declarações diante de vários microfones, em pleno século 21. O que passa pela cabeça dele, que uma guria iria reclamar das condições que vivia depois de ter sido presa em tais condições?
Para comer ela tinha que transar (para ser educada) com os colegas de cela e só tinha folga no dia da visita íntima. Imaginem vocês! Agora me digam se uma pessoa teria coragem de reclamar alguma coisa sabendo que depois da dita reclamação voltaria a habitar o mesmo cubículo que os tais estrupadores, pois não havia mais celas disponíveis? Pessoas como este delegado deveriam ser impedidas de exercer um cargo público.

Governo do Estado

A governadora, e me recuso a colocar seu nome aqui pois ela não merece tanta confete, disse que vai mudar a forma de trabalho, tipo vai pegar mais leve para conseguir chegar aonde quer, que é a aprovação de seus projetos de aumento de impostos e cortes de gastos. É interessante esta nova perspectiva, porque desde sua campanha vinha apregoando "um novo jeito de governar", a princípio foi na arrogância e na imposição, agora parte para o "toma lá, da cá", pois na política é assim.

terça-feira, novembro 20, 2007

Valeu Zumbi!

Hoje é dia da Consciência Negra. Minha homenagem é feita todos os dias junto com a luta que travo para combater o preconceito racial. Sei que muitos vão dizer que no Brasil não há racismo nem preconceito, mas todos eles estão velados e camuflados como piadas e brincadeiras, que no momento de raiva saem com o tom pejorativo e o ódio abafado. Não me considero branca ou negra, considero-me brasileira, uma junção de muitas cores, de muita cultura, resultado de muita mistura.
Embora não concorde com a política de cotas - e não concordo com todos os tipos, por considerar a ação apenas um paleativo para o problema, que é muito maior, - acho-a necessária.
O que me assusta é a maneira como algumas pessoas resolveram defender seu ponto de vista em Porto Alegre, na URFGS, uma universidade federal. Tenho muito receio de que gente como essa que considera a limpeza étnica uma boa vá além de pixar cartazes com a cruz suástica. Não há como medir o grau de negritude ou de brancura na nossa população, nem o DNA deu conta disso. Temos genes de muitos lugares e estão presentes no nosso sangue. Somos sim de uma só raça a HUMANA, mesmo que algumas pessoas tenham atitudes que nos faça pensar e repensar se são mesmo humanos.
Sei que com a aparência que tenho jamais vou sentir na pele o preconceito como uma mulher negra ou homem negor sente. Mas sou capaz sim de sentir todo o repúdio e a tristeza quando presencio um fato preconceituoso e defendo como se fosse comigo. Já disse outras vezes, e quem me conhece sabe que na minha família tem muitos negros, mulatos, índios e até loiros e graças a esta mistura maravilhosa todos nos amamos muito, até por que os laços que nos unem estão muito, mas muito além da cor da pele.
Valeu Zumbi! Obrigada por tua luta e saiba, onde quer que tu estejas, que não foi em vão, apesar de muitos brasileiros terem que travá-la novamente a cada novo dia. O mais importante é lutar sempre.
Este texto aqui também fala sobre preconceito, foi escrito por mim nO Diafragma e tem muitos comentários legais. Vale a pena!

Novas e velhas

Estou encontrando muitas novidades velhas nos jornais que estou pesquisando. Coisas das quais não fazia idéia e outras muito legais que venho relembrando. É claro, que no momento atual é bem difícil eu relembrar, pois estou nos jornais de 1975, no entanto lembro de coisas que meus pais comentavam e comentam sobre os "tempos idos". Descobri, e isso me deu mais um mote de pesquisa, que o carnaval também sofria censura, sendo que escolas de samba e blocos tinham que mandar a lista da diretoria, letra e música dos sambas enredo, cópia dos figurinos colorido, desenho dos carros e cópia das faixas e cartazes que exibiriam. Estou começando a copiar tudo que acho a respeito aqui em Pelotas, depois vou ver como utilizo.
No más, estou ajudando no Sindicato dos Jornalistas nas eleições para delegado, que acontecem hoje e amanhã.
Assim que tiver novidades ou "velhidades" eu posto. Aliás, quando tiver que reclamar ou criticar também.

sexta-feira, novembro 16, 2007

Momento mulézinha!!!


Que o Lázaro Ramos é um ótimo ator todas já sabemos. Também sabe-se que ele é culto, sensível e inteligente. A Fernanda Torres e a Taís Araújo dizem que ele tem uma bunda linda. Eu gosto dele como ator; tenho amigas que acham que ele é muito bonito, mas não achava-o assim tão bonito. Mas... embora não acompanhe esta nova novela das 21horas na telinha do plim-plim, devo dizer que o Lázaro está bonito como nunca achei que ele seria. Pode ser que seja o fato de ser um papel em que ele é um cara legal, inteligente, trabalhador, que respeita e admira o pai, enfim um cara "sangue bom" como dizem. Ou talvez seja o amadurecimento e a experiência que a gente adquire com o passar dos anos.

E este fenômeno acontece com muitas pessoas. O Tom Cruise está muito mais bonito hoje do que quando atuou em "Top Gun", por exemplo.

Enfim, perdoem o momento "mulézinha", mas achei que não dava para deixar passar. O Lázaro Ramos está um maravilhoso "Negro Gato", e só tem como concorrente o "Antena" Fagundes.

quarta-feira, novembro 14, 2007

Salvar a TVE! Salvar o estado!

Atualmente a preocupação dos gaúchos é com o "pacotaço" que a governado Yeda Crusius está tentnado aprovar. E com um tal "jeito novo de governar", que de novo só tem o nome, ela vem tentando e enfiando goela abaixo vários projetos, como o da enturmação, que coloca um mundo de crianças em sala de aula para uma só professora tomar conta e mistura primeira com pré, segunda série com primeira e por aí vai. Ela determinou onde as empresas de celulose poderiam se instalar e não quis saber de nenhum debate sobre o fato e agora veio com o "pacotaço", inclusive o vice-governador é contra, mas o que ele diz não conta, porque vice não manda lá no Palácio Piratini.

Falando em Piratini... A TVE e a FM Cultura estão passando por problemas. A TVE faz dias, pra não dizer meses que está fora do ar aqui em Pelotas. Agora a governadora, esta pessoa simpática, quer passar a bola, ou melhor a rede Piratini para uma tal de OCISP, ou coisa assim. Isso significa que deixaria de ser uma empresa pública, com funcionários públicos e voltada para o social para atender a interesses públicos sendo uma empresa mezo privada e mezo pública.

Mais tarde eu transcrevo a matéria do "Versão dos Jornalistas", órgão do Sindicato dos Jornalistas. Antes disso é necessário mobilização para mantermos a rede Piratini com sua ótima programação como nossa.

quarta-feira, novembro 07, 2007

Pesquisa

Estou maravilhada com a leitura, por conta da pesquisa para a conclusão da especialização, de jornais da década de 70.
São matérias interessantes para o meu artigo e outras tantas curiosas, com palavriado e chamadas engraçadas.
A convivência com aquela atmosfera é muito interessante e regozijante para mim.
Estou adorando!! Por conta disso talvez a periodicidade por aqui fique ainda mais esparça.

"Bons pastores"? Pobre ovelhas...

A condição é que sejam meninos pobres, em situação de risco, em estado de carência e sem imagem paterna. Fatos como estes são fatores freqüentes entre as denúncias de pedofilia a meninos e meninas por padres.
O atual Papa Bento XVI, quando cardeal abafou os casos denunciados de pedofilia para proteger o Vaticano. Os padres tarados eram transferidosda sua paróquia para outras, sem punições e com a grande possibilidade de fazer novas vítimas.
Crianças e adolescentes eram, e são, violentados várias vezes ao dia, sendo que depois de cada ato sexual o "bom pastor" ia rezar, abençoar suas ovelhas, ouvir e absolvê-las dos seus "pecados". Que espécie de religião é esta que ameaça excumungar as vítimas de estrupro e transfere os "padrecos" para outras localidades sem punição?

Lancelot: entre a cruz e a calderinha
Eu, particularmente, não confio em padres. Acho-os, pelo menos aqueles que conheci, todos com caras e ações taradas. Sabe-se que muitos deles, com casos famosos aqui em Pelotas, não só tinham amantes permanentes como se relacionavam com mais de uma mulher ao mesmo tempo. Mas casos com mulheres, que permitem e não têm medo de virar "mula-sem-cabeça" por aceitar ser mulher do padre, tudo bem. Agora permitir e dmitir tais pessoas nas suas ordens e protegê-las quando são criminosas?
Padres são homens comuns como qualquer um de nós. Na verdade nem tão comuns, pois entre nós há muitos homens e mulheres que ao sentir seus institntos mais primitivos os sufocam, ao passo que padres pedófilos usam sua falsa moralidade para conquistar a confiança de pais e crianças.
Em relação ao caso do padre Julio Lancelot e o ex-interno da Febem, creio que, como diz o ditado, "quem não deve não teme". Se Lancelot é inocente porque aceitou e se submeteu a chantagem? Além disso - e eu sempre vou questionar isso - sendo ele padre (e padres fazem votos de pobreza, ou não são todos os que fazem o tal voto?) de onde foi que ele tirou tanto dinheiro para dar para o chantagista?
O rapaz, não tão rapaz hoje, pode não ser uma testemunha muito idônea e digna de crédito, mas, no entanto a atitude do padre é um fator a ser questionado e investigado. Ninguém paga por um "crime" que não cometeu quietinho.

Não existe homem santo
"Todos somo pecadores", não é o que dizem os católicos? Somos pecadores e os padres, como homens comuns que são, também são pecadores. Sendo assim não podem ser homens santos. Estas criaturas são tão comuns e tão doentes e asquerosas que tem alguns que fazem diários contando como escolhia suas vítimas e contam com a maior cara-de-pau dizendo como faziam e o que diziam para suas vítimas, crianças de cinco, seis anos de idade.
Pergunto sempre também quando é que a igreja católica vai rever conceitos como este de esconder e proteger padres pedófilos? Quando vai admitir que é necessário mudar questões como estas e parar de esconder estes delitos e admitir a urgência da liberação do uso da camisinha, por exemplo?

segunda-feira, novembro 05, 2007

O caçador de pipas


Não consigo parar de ler, fico vidrada nas palavras dando forma aos personagens e as histórias contadas na minha cabeça pela madrugada a fora. Fazia tempos que não ficava assim tão absorta numa leitura. Aconselho!!!

quarta-feira, outubro 31, 2007

Para crescer forte!

Eu ainda estou indignada com a capacidade que tem o Brasil de abafar os casos. Agora o caso da hora é o leite adulterada, como também já estiveram nas manchetes a gasolina dulterada, os produtos piratas e tantas outros crimes que ficam por algum tempo na mídia e depois caem no esquecimento sendo sufocados, por uma visita, como a do Papa ou a realização do Pan no país.

A bola da vez é o leite adulterado e o Brasil como sede da Copa de 2014.

Não gosto dos comentários do Paulo Santana, mas hoje foi a opinião mais lúcida que ele poderia ter dado sobre algo. Assim como ele eu também sou contra o nosso país sediar a Copa. Não só porque temos graves problemas de estrutura, mas principalmente por que a saúde está, como sempre o maior caos, porque não se tem controle da fiscalização sanitária e assim ocorrem crimes como o da adulteração do leite, dos medicamentos, do sangue e por aí vai. O país não tem segurança para os cidadãos e nem infraestrutura para transporte, nisto incluí-se terrestre, quático e aéreo, pois o transtorno ainda não foi solucionado e o presidente da Anac pediu demissão.

Além destes problemas que são básicos e pelos quais os políticos não se interessam e só incluem nos discursos no período de campanha, ainda tem a questão de estrutura hoteleira - que com certeza os empresários irão investir pois será lucro para eles, os restaurantes e pousadas também - e o mais importante os estádios. Sim os estádios terão de ser reformados para se adequarem as exigências da Fifa. Aí eu pergunto: Quem pagará esta conta?
Somos nós. Com certeza aquele valor para investimentos que deveria sair da CPMF, agora, com toda certeza sairá. Vamos ver o que acontecerá até lá. Serão sete anos para que o Brasil resolva seus problemas e receba o pessoal do mundo todo para o maior espetáculo do futebol.
Enquanto isso as crianças do país seguem tomando leite com soda cáustica.

terça-feira, outubro 23, 2007

Imagens sacras

Eu sempre digo que toda a religião é boa se ela eleva o homem e o leva a fazer o bem. O Brasil é um país que possui uma grande diversidade religiosa. As pessoas costumam freqüentar mais de um tipo de culto. É comum que se vá as missas católicas e a cultos afros, principlamente na Bahia, por exemplo. E estas misturas não representam problemas, pelo contrário demonstra o quanto as diversas formas de religiosidade podem ser incorporados pelos brasileiros. A história é rica em guerras travadas em nome da religião, cada qual "querendo" ser a verdadeira e a única voz de Deus.


Eu não sou católica, não freqüento missas, mas sou cristã. Acredito nos ensinamentos que Jesus Cristo trouxe ao mundo. Respeito os Santos da igreja e os dogmas, embora não concorde com eles. Assim como respeito a fé dos evangélicos com suas orações exaltadas e suas canções golpel. Admiro muito os cultos africanos, seus pontos e suas tradições. Mas n~eo é possívle respeitar homens, que investidos de um poder que não lhes foi dada, pastores da igreja universal queimem imagens sacras - ou chute - como ocorreu a tempos atrás. É inadmissível que eles se achem os donos da verdade, os sumos sacerdotes de Deus na terra.


Enquanto algumas religiões seguem o novo testamento e outros o velho, há quem siga o Al Corão e o evangelho segundo o espiritismo. Para cada seguidor aquelas são as palavras do seu Deus. Não adorar imagens é mandamento de uma biblia "dar a outra face" e "olho por olho dente por dente" de outra. Cabe aos fiéis interpretar as palavras e aplicá-las a sua vida.


Quando criticamos o outro partimos do que conhecemos e no geral o que desconhecemos tratamos como algo ruim. Agora pergunto que mal há em fazer uma prece em frente a uma imagem? É uma representação, assim como a rosa ou a fita utilizada na igreja universal, é como levar a carteira de trabalho para o pastor abençoar ou rezar em voz alta com as mãos acima da cabeça. São rituais distintos para uma comunicação com Deus, e ninguém pode dizer qual delas é a certa, porque todas elas o são.
Porque queimar uma imagem? Aquelas duas imagens destruídas em São Borja tem valor histórico e artístico e foram queimadas pela arrogância de um homem que se valeu do desespero de uma mulher para salvar a vida do seu marido, prometendo a ela algo que não teinha como cumprir.
Antes de mais nada os padres e pastores devem ter pelos fiéis o mesmo respeito que os crentes devotam a eles. E esta intolerância pelas diferenças se propaga para outros movimentos, para outras esferas sociais.

Alimentação rica

Água oxigenada e soda cáustica. Quando eu ouvi a manchete pensei logo que se tratava de uma apreensão de drogas, o que já seria um absurdo. Mas a adição de água oxigenada e soda cáustica estava ocorrendo no leite. A desculpa é de que era para conservar o leite. Eu pensei: gente, cadê a velha tática de aumentar o leite com água? E a prática de conservar o produto na geladeira ou a técnica descoberta por Pasteur? Essa adulteração deveria ser considerada crime hediondo e inafiançável. Há três anos a Polícia Federal vinha investigando as cooperativas que embalavam o leite em caixas longa vida e vendiam seus produtos para a Eligê a a Nestlé, que se defenderam dizendo que só compram o produto "in natura".

Uma missionária ameaçadora

Stein quer dizer pedra em alemão. É bem possível que a missionária Dorothy Stein fosse tão dura quanto uma pedra na defesa da floresta, da sua religião e da população com quem convivia lá no Pará.
É óbvio que ela ameaçava. Ela ameaçava grileiros e exploradores que utilizavam uma mão-de-obra quase escrava e que aproveitavam e aproveitam a corrupção e a baderna política para ganhar dinheiro e explorar a floresta até acabar com ela.
O assassino de Dorothy disse que ela o ameaçava e por isso a matou. Matou por conta própria e em legítima defesa. Certamente a missionária e religiosa Dorothy Stein - Dorothy Pedra - foi muito dura com ele e ao sacar a sua arma - a Bíblia - virou uma ameaça mortal e para salvar sua vida só atirando primeiro. A bíblia é uma arma muito poderosa e fatal. Eu sabia que a "palavra do senhor" era milagrosa, mas não sabia que era capaz de disparar e ameçar de morte.
Quantas pessoas mais serão vítimas destes coronéis? Chico Mendes, Dorothy Stein entre tantos outros que acabam esquecidos nas páginas amareladas dos jornais. A voz não pode calar com as injustiças e a pedra... a pedra continuará espatifando as vidraças dos poderosos.

Coerência

A coerência é um artigo em falta no mundo atual. As pessoas não dizem o que pensam e não pensam no que fazem, além de dizer uma coisa e fazer outra. Não consiliam pensamento e ação. Aderem a movimentos pelo que eles podem rendeR$ e esquecem ideais.
Sequer cogitam o fato de que apesar das diferenças somos iguais. E esquecem o principal, que é comum se ouvir por aí, "depois de morto, seja rico ou seja pobre, todo mundo fede igual".

Infiéis querem fidelidade

Os políticos que mudaram de legenda algum tempo depois de eleitos estão retornando aos partidos que os elegeram com medo de perderem seus mandatos. Neste "amargo regresso" estão se sentindo "isolados" e "humilhados". Essa é a queixa dos senadores do DEM Romeu Tuma, César Borges e Edison Lobão.
É engraçado como os infiéis sempre querem ser únicos e tratados com fidelidade. Eles saíram do partido quando acreditaram que não lhes servia mais e agora voltam por puro interesse e medo de perder seu mandato, e ainda agem como se fossem os melhores e mais fiéis do mundo. Não me surpreende pois nos relacionamentos amorosos a prática é comum, o traidor acha-se no direito de ter outros parceiros ou parceiras, mas o marido ou mulher só pode ter a eles e mais ninguém.
Cada dia fico mais impressionada com a cara-de-pau dos políticos.E não esqueçam o nomes deles, pois logo haverá eleições.

quinta-feira, outubro 18, 2007

Tropa de elite ou Elite da tropa

Não importa qual o título a ser utilizado. O que realmente é importante é o fato de o filme quebrar poucos tabus. O caso da violência policial, por exemplo. Apesar deo protagonista do filme, o Capitão Nascimento ser um bom policial - embora não seja um policial bom - não corrupto é um cara extremamente violento, mesmo tentando canalizar sua violência para o combate ao tráfico e para a formação de outros bons policiais para serem incorporados ao BOPE (Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar). Contudo, mesmo passando esta visão de "bons moços", os policiais do batalhão ainda são os caras que invadem os morros dirigindo o "caveirão" - um dos veículos da polícia que mais amedronta os moradores da favela.
Além disso, quando uma tropa policial invade uma comunidade atirando na tentativa de acabar com o crime organizado não são apenas os bandidos que morrem. É notícia corriqueira nos jornais do país de casos de mortes de crianças em confronto entre policiais e bandidos. Geralmente a culpa é das balas perdidas, que na verdade não são perdidas pois todos sabemos onde elas estão.
Outro fato importante que o filme levanta é a revelação de práticas de tortura para obter as informações que se quer, tudo em nome do bom trabalho da polícia. O diretor também escancara a corrupção na polícia que vai da cervejinha para aliviar uma multa até a venda de armas para traficantes e percentagem em cima dos lucros do tráfico de drogas.
A pirataria acabou com o lançamento do filme, mas acho muito improvável que a repercussão do filme acabe com a corrupção na polícia brasileira. Até porque para que isto aconteça será necessário acabar com a corrupção política e aquela outra que pode ocorrer na fila do cinema ou pela própria pirataria.

Dalai Lama - líder espiritual pacifista ou rebelde?

Todo mundo diz que sou rebelde e revoltada, queria eu possuir a paz que transmite o Dalai Lama e ser tão rebelde quanto ele que consegue se fazer ouvir ser precisar levantar a voz ou pegar em armas.
Ele, o Dalai Lama, recebeu o prêmio Nobel da Paz e uma homenagem dos Estados Unidos para ele quase causa um incidente diplomático entre aquele país e a China.
Gandhi foi um líder pacifista que lutou contra o imperialismo Britânico na Ìndia. O Dalai Lama luta contra a exploração do Tibet pela China. Ambos deixaram mensagens de paz para o mundo, lutando contra a ganância dos países desenvolvidos sobre países pobres.
Há tanto porque lutar no mundo, tem tantas pessoas e ideais para se defender e apenas uma arma a palavra, a paz. Jesus pregava o amor pelo próximo, assim como Gandhi e o Dalai Lama. O primeiro foi morto de forma cruel, mas concedeu perdão aos seus assassinos. Ghandi sofreu muita perseguição, tal qual o Lama sofre agora e como os monges budistas em Mianmar.
Será que nós nõ aprendemos nada com estes líderes que pregavam o amor?

Xô CPMF!!!

Quem paga é tu. Embora digam que haverá cortes em investimentos no caso de a CPMF cair nós temos que fazer algo e o porquê é muito claro, a saúde, que deveria ser a detentora dos valores cindos do imposto sob movimentação financeira continua o mesmo caos pelo qual passava no momento em que foi criada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Este pelo menos disse a todos que esquecessem tudo que havia escrito antes de se tornar presidente do Brasil. O atual presidente, além de se valer de impostos e projetos semelhantes ao de FHC, e que ele próprio sempre condenou, continua posando de detentor mor da honra, da decência, da honestidade e da moral política. Eu respeito a história do presidente Lula como líder sindicalista que lutou pelo Brasil num período difícil, mas observando a atual conjuntura... paciência tem limite.

Pedágios

É estranho que o argumento de privatizar as estradas seja a segurança contra acidentes. O que causa estranheza é que a BR que liga Rio Grande a Pelotas seja uma das que tem grandes índices de acidentes e ao mesmo tempo ser privatizada. É óbvio, que mais do que manter as estradas em bom estado é necessário a educação dos motoristas para a prevenção de acidentes.
A verdade é que os investimentos que deveriam ser feitos pelo governo federal acabam não saindo do papel e para chegar perto do mais ou menos o Estado passa para as mãos das empresas privadas o que considera um "abacaxi" e que para os concessionários é uma "galinha dos ovos de ouro". Sim, "ovos de ouro" ou alguém acha que empresas privadas, algumas até com capital estrangeiro, investiriam em algo que não dá retorno?
Para completar o protesto feito pela Câmara de Vereadores de Pelotas no pedágio que liga Pelotas a São Lourenço do Sul não acabou bem.

Capitólio - ESTACIONAMENTO

Meu medo de que o Capitólio fosse mais um cinema a virar igreja não se concretizou. Não virou igreja, mas estacionamento. Isto é tão ruim quanto, pois é menos um cinema para a cidade e provoca revolta nos cinéfilos pelotenses.

segunda-feira, outubro 15, 2007

Capitólio e Guarani vão virar igreja???

Recebi uma notícia no final de semana que me deixou estarrecida o único cinema de "rua" da cidade foi vendido para a Igreja Universal. O pior é que o prédio está fechado e sendo reformado. Eram duas salas bem grandes, foi o lugar onde eu me formei e agora não terá mais exibição de filmes.
O Teatro Guarani, que deixou de ser cinema lá pelos idos de 90, agora recebia espetáculos como peças teatrais e shows, além de ser o local mais comum para formaturas. Também foi comprado pela Universal. O que será do patrimônio cultural de Pelotas?
Agora temos o Teatro Sete de Abril e os casarões do entorno da praça que estão sendo reformados. Ficamos apenas com três salas de cinema num shopping que, na verdade é uma galeria vertical. Não há investimentos na área cultural atualmente. E também não há investimento ou chegada de empresas.
Aqui a economia se resume ao comércio apenas. Não se explora nem o potencial turístico, nem o cultural e deixa-se para traz toda a história de grande crescimento e opulência que Pelotas teve no passado.
Eu sei, não se vive de passado. É preciso que os administradores pesquisem as potencialidades do município e incentivem investimentos. É pena que não aconteça isso.

quarta-feira, outubro 10, 2007

Vai p'ra casa Renan!!!

Renan Calheiros não recebeu as sandálias da humildade que alguns manifestantes levaram para ele lá no Congresso. Ao invés de serem recebidos pelo presidente do Senado os "protestantes" foram retirados da "casa do povo" com toda a truculência já conhecida, inclusive por alguns parlamentares. Calheiros também não quis debater com "seus pares" sobre a urgência de sua saída da presidência ou sua renúncia. Ele preferiu das as costas aos aliados e aos opositores.

Antes de ir para casa - e quem sabe folear as páginas da Playboy para rever aquele "corpinho que foi todinho dele" antes de ser retocado pelo photoshop-, Renan defendeu-se da acusação de espionagem contra deputados e senadores, incluindo alguns do seu próprio partido o PMDB. Quem sabe o objetivo da espionagem não fosse encontrar "rabos presos" para esconder o fato de ele ter metido, não só a mão, como "otras cositas más", num certo rabo que anda a mostra por aí para quem quiser ou puder pagar R$ 10,99.

Embora tenha saído da sessão (antes do seu final e após não ter participado do debate) o presidente do Senado, Renan Calheiros estava na abertura de uma exposição de arte no Congresso. Nesta mesma verniságe (não sei se é assim por que não sei francês) a obra do artista plástico Julio Maron foi proibida, por se tratar de uma jibóia, pois não são permitidos no Congresso animais vivos, a não ser, é claro aqueles eleitos pelo povo. No final a obra foi proibida, o artista expulso e a cobra apreendida pelo Ibama. antes de sair Maron disse que sua expulsão era censura e que "a cobra foi retirada pelo significado simbólico que tem e todos sabem do momento pelo qual o Congresso está passando".
Nós sabemos pelo que está passando o Congresso Nacional e foi sorte da cobra - que não é peçonhenta - ter sido retirada com vida de um covil como aquele.

terça-feira, outubro 09, 2007

Vida

A vida política do país e do mundo continua uma zona. Lá nos "isteites" o Bush diz que para evitar ataques terroristas tortura sim e não tem remorso ou coisa que o valha. Aqui o hit do momento são as questões de fidelidade partidária, a quem pertence o mandato, pra que lado vão os vereadores e deputados que trocaram de partido???


Uma vergonha e uma confusão medonha. ainda tem a CPI das ONGs que ficou um ano na pauta, sempre sendo preterida por outras coisas... suponho mais importantes do que saber o que é que as ONGs fazem com o dinheiro público que recebem. Eu sei de umas que tem um pessoal trabalhando como voluntário mas no final do mês todos são devidamente pagos com o dinheiro que vem do governo. Existe muitos trabalhos sérios, mas o que acontece hoje é que antigamente as ONGs, o tão falado 3º Setor, era isento não tinha nenhum envolvimento com o governo, trabalhava de forma imparcial direto nos problemas sociais. Hoje em dia as pessoas montam ONGs, se especializam nisso para poder receber o incentivo federal. Tem que haver uma investigação muito séria sim.

quinta-feira, outubro 04, 2007

Os dias vão passando

Naturalmente que a piada do dia é o gerúndio, é aquele coitado que foi demitido pelo governador de Brasília, senhor José Roberto Arruda. É claro que além de demitir uma forma verbal (será?), enfim de uma forma de expressar-se verbalmente o dito cujo acabou criando uma grande jogada de marketing. Com toda certeza ele é adepto daquele ditado "fale de bem, fale de mal mas fale de mim". Talvez este decreto espalhafatoso seja o pontopé inicial para uma campanha ao senado, ou a deputado federal, ou vai se saber para que mais... Eu achei a história de proibir o gerundismo legal, pois é apenas uma forma embromeichion de dizer que não está fazendo uma coisa que já devia ter sido feita.
Segundo a Lilian Vite Fibe, no Programa do Jô de ontem, o Governador de São Paulo José Serra também tinha proibido o uso do gerundismo, mas não com decreto e toda a publicidade utilizada pelo Arruda.
Existem outras coisas que estão me incomodando e que não mudam lá em Brasília, entre elas a questão do senhor Renan Calheiros e suas CPIs e daquelas coisas todas que ficam em volta da situação toda. Que coisa bem irritante saber que todo mundo é contra este cara e ele continua lá.
Mas tem muitas outras cositas.
Este tal jeitinho está me dando nos nervos. Porque na verdade o funcionamento do serviço público é este, quem trabalha de forma honesta e eficiente é tratado quase que como um corpo estranho, aquele que invade o organismo e o sistema imunológico trata de expulsá-lo.
Para quem está no serviço público e já se acostumou com a pasmaceira quem chega de fora só quer demonstrar serviço porque é novo. Resultado, eles acreditam que ou a pessoa vai se acostumar com a burocracia e vai desistir de fazer tudo com eficiência ou... vai sair do serviço público e ir para um lugar onde sua competência seja apreciada. Mas também aqueles que entram no "esquema". E, graças a Deus, existe, em pouca proporção é verdade, mas existem aqueles que não se deixam vencer e continuam lutando.
Eu, particularmente continuo lutando, mesmo achando que ninguém lê este blog ou possa ter interesse no que eu penso.

terça-feira, outubro 02, 2007

Vamos estar demitindo o gerúndio!!!

Coitado do gerúndio sempre trabalhou bem, quem não trabalha bem são os servidores que se aproveitam do gerundismo, que é uma "verborragia" (nem sei se é assim que se escreve). O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM) cansado de ouvir o famoso "vamos estar" até de seus secretários de governo resolveu baixar um decreto demitindo o Gerúndio. O inesperado e incomum decreto foi publicado no Diário Oficial de segunda-feira, dia 28, na página 19.

A decisão do governador causou muita polêmica, há quem defenda o uso do gerundismo por acreditar não ser adequado proibir o uso da língua falada, mesmo que esta esteja sendo utilizada de forma errada. Também existe quem apoie a decisão de Arruda, justamente por não agüentar mais ouvir a forma em suas ligações. Eu, "do meu lado, aprendendo a ser louco, maluco total", acredito que o decreto serviu para chamar atenção para uma prática que está cada vez mais corriqueira no nosso cotidiano e o pior é que as pessoas vão adicionando este jeito horrível de falar no seu vocabulário pensando ser esta a forma mais correta e polída de se expressar.
Eu detesto estas operadoras de callcenter que ligam, geralmente de bancos, geralmente cobranças, com vozes fanhas dizendo que vão estar enviando, vão estar cadastrando. Pelo amor da virgem santa!!! Vão tomar banho!!!!

Temo que a decisão inusitada do governador Arruda não vá dar em nada. Creio que os funcionário públicos incompetentes que utilizavam esta forma de falar para explicar o fato de não terem realizado seu trabalho continuarão incompetentes e sem fazer o seu trabalho. Pode até ser que utilizem outra forma de dizer, mas... não irão "estar mudando a forma de fazer ou não fazer".

Ao pexaco

Hoje fiquei desolada ao ver que o bar que frequentei durante a faculdade está sendo destruído e está fechado. Foi chocante e triste ver pela porta aberta vários entulhos pelo chão, ocupando o lugar onde ficavam o balcão com aquele infalível baleiro giratório, os vidros e o tio Pedro.
O dono do bar, o tio Pedro, é um sinhô bem velhinho, que tinha mais prejuízo do que lucro com o bar, mas que fazia a maior questão de mantê-lo para ter assim a convivência com os estudantes e todos os freqüentadores do bar que se tornavam seus amigos.
O Ao Pexaco era para uns o Campus Três da Católica, o Campus alternativo dos estudantes do ICH e de outros cursos da Federal.
Foram 31 anos de atividades e muitas alegrias. Também tiveram momentos difíceis, que não vou relembrar, mas o tio Pedro e a dona Ana cumpriram seu papel e fizeram muitos que por lá passaram felizes.
A minha homenagem é singela e está meio atrasada, mas é de alguém que tinha e tem muito carinho por aquele lugar.

quarta-feira, setembro 26, 2007

Anorexia

Taí uma doença que não me acomete e acredito que jamais acometeria. Embora me preocupe com a saúde e a beleza do corpo nunca deixei de comer para ficar magra. Aliás acho que isto é trauma de infância, quando eu era muito magra e minha família inteira me chamava de raquítica, magrela e outros apelidos menos agradáveis.
Na adolescência os hormônios dominaram e... eu virei a gordinha. Na verdade, eu tinha corpo, tipo peito e bunda, coisa que meninas de 12 anos naquela época, 18 anos atrás, não era comum. É claro que para me manter bem "fornida" ( eu sempre esperei o momento para usar esta palavra, que em outros tempos considerava quase um palavrão) contei com o apoio da minha mãe, que é muito magrinha e traumatizada com sua magreza.
Enfim, no tempo em que fui adolescente as pessoas ainda não tinham que ser esquálidas e tão magras. Talvez pela região do país em que eu vivo, onde a carne e as comidas pesadas são mais freqüentes isto seja uma coisa recente. Até porque não lembro das minhas colegas deixando de comer para ficar magrinhas.
Mas a anorexia me preocupa. Sim, porque conheço meninas de 12 ou 13 anos que já estão fazendo greve de fome para ficar em forma... em forma de "palito". Não só me preocupa como me assusta ver gurias tão jovens perdendo o viço, prejudicando a saúde e acabando com a beleza. A sociedade foi se transformando de tal maneira que para ser "bonito" tem que ser magro. Impôs um padrão que só serve para discriminar. Como se beleza não fosse subjetiva, como se ficasse restrito a um corpo magro, dentro de medidas padrões. Para quem não lembra, a proposta da raça ariana também era baseada em padrões, talvez não de beleza, mas também haviam medidas que determinavam se o vivente era ariano ou não.
Toda esta magreza exposta nas passarelas está preocupando as pessoas. Na Itália, país de mulheres grandes, de uma beleza rechonchuda, iniciaram uma campanha contra a anorexia e estão exigindo um peso mínimo para as tops. O publicitário Oliviero Toscani é responsável pela campanha "No anorexia", que vem causando polêmica por expor uma modelo francesa Isabelle Caro, de 31 quilos nua . Embora haja polêmica, a campanha da grife Nolita tem o aval do Ministério da Saúde Italiano. A luta contra a anorexia e a bulimia é uma prioridade para o governo do premiê Romano Prodi.
É difícil ver a fotografia e não se chocar, mas é necessário chocar para que se pense no mal que representam estas doenças.

quarta-feira, setembro 19, 2007

A cadeira

Será que com o salário que ganha não daria para comprar uma espreguiçadeira? Um puf daqueles superfofinhos ou talvez uma super poltrona ultraconfortávelem que se pode ficar horas e horas de pernas para o ar?
Com certeza o salário do presidente do Senado, Renan Calheiros dá para comprar uma dúzia de cadeiras importadas e com muitos detalhes, talvez em ouro, com pedras ou coisas que o valham. Mas é claro que nenhuma destas cadeiras daria ao dito senador o retorno que aquela, lá de Brasília lhe dá. A cadeira através da qual preside o senado, esta sim, tem um ótimo encosto, é fofíssima e rende muito, muito lucro, algum prestígio e mas com toda a certeza muito poder.

"Amai ao próximo..."

Minha sobrinha Larissa certa vez brigou com a vó dela - minha mãe- porque não queria mais ser a próxima, queria ser a primeira. Na cabeça de uma criança de três ou quatro anos ser a próxima pode significar que as balas acabarão e ela, sendo a próxima, ficará sem as guloseimas. Também pode ser que naquela brincadeira a de trás seja presa na porteira do "passa-passará".
Nos principíos do catolicismo não é permitido cobiçar a mulher - ou homem - do próximo, principalmente se ele estiver próximo.
Para os seguidores de Jesus Cristo o mandamento é: "amar ao próximo como a ti mesmo".
Já na política brasileira se o próximo pode ser muito bom. Recebe-se o cargo, um alto salário, benefícios referentes as funções que exercem e etc. O vice, que por sua vez é o próximo - em caso de morte do titular ou cassação - pode herdar alguns pepinos. Tipo o que aconteceu com Itamar depois do impeachment do Collor. José Sarney ficou marcado como o primeiro presidente civil depois da abertura política.
Lá nos Estados Unidos o próximo presidente a ser eleito com o término do mandato de George Bush terá uma herancinha macabra, que se chama "guerra do Iraque". O próximo presidente americano terá que contabilizar perdas financeiras, mas principalmente perdas humanas. Com certeza não será nada fácil limpar a sujeira deixada pelo Cowboy Bush. O mais interessante disto tudo é que George é declaradamente temente a Deus, é escancaradamente católico, inclusive denominou sua luta contra Sadam como uma guerra santa, do bem - no caso ele próprio- contra o mal - este Sadam.
Os ensinamentos de Jesus devem ser seguidos e a reflexão provocada pela minha sobrinha Larissa não deve ser esquecida, pois quando se trata de balas ou brincadeira de criança ser o próximo é ruim mas não reserva tantos problemas. No entanto, ser o próximo no momento pelo qual estamos passando na política brasileira ou em EUA pode não ser nada bom.

quinta-feira, setembro 13, 2007

Animais e outros bichos

Bode expiatório e boi de piranha são expressões comuns da população. Durante muito tempo eu não entendia o que queria dizer, até que no impeachment de Fernando Collor eu descobri. Bode expiatório é aquele animal - cabra, bode, galinha, enfim...- que é dada em sacrífio (pobre bicho, talvez aí tenha sido criada também esta expressão) para a purgação dos pecados, muito comuns na antigüidade para Deus, para os deuses. E boi de piranha é aquela rês que é dada às piranhas (os peixes) para salvar o rebanho.
Ambas expressões demonstram que é o sacríficio de UM em prol de uma MAIORIA. Lá no Congresso Nacional talvez as expressões não sejam conhecidas. Ou, por outra talvez sejam por demais conhecidas e por isto a MAIORIA dos parlamentares tenha resolvido abolir as práticas pagãs de expiar os pecados colocando tudo no pobre do bode ou entregando o boi para as piranhas se deliciarem com suas carnes. Os últimos bois de piranha entregaram muita gente, na verdade não ficaram quietinhos e morreram com a boca fechada buscando o bem comum e pensando que lá no céu dos animais existem 7 cabras virgens - ou vacas - para satisfazerem seus prazeres por toda a eternidade.
Os bodes expiatórios do Congresso sairam por aí dando nome aos bois, contando o milagre e dizendo o santo (outro ditado do qual gosto muito). Zé Dirceu, Roberto Jefferson, Severino entre outros colocaram o bloco na rua, declararam-se culpados ou inocentes mas divulgaram sua "equipe de trabalho", seus colegas de ação. Talvez por isto os deputados federais tenham achado melhor absolver Renan Calheiros, que por causa de uma história pra boi dormir sobre bezerros e vaquinhas não contadas - ou seriam contabilizadas?- foi parar no altar dos sacrifícios. Tudo começou quando o presidente do Senado resolveu pular a cerca com a jornalista Mônica Velloso. Renan fez assim como aquelas ovelhinhas que a gente vê em desenho animado, aquelas que aparecem quando o personagem tenta encontrar o sono contando carneirinhos.
Da relação, ou pulada de cerca, resultou uma cria roubada, para a qual o senador pagou pensão, com aqueles bezerrinhos, lembram?? Pois é, quem pariu Mateus que o embale. Renan bem que tentou fazer tudo de cantinho, mas seu "namoro" com Mônica foi além da história em quadrinhos e resultou num estrago tão grande quanto seria soltar um macaco numa loja de cristais. Mas parte da epopéia do senador teve fenial feliz, por 40 votos a favor e 35 contra seu mandato foi salvo e ele comemorou a vitória junto aos seus pares.
Para o Brasil, para os brasileiros, para a MAIORIA que realmente interessa deu zebra - como diria a zebrinha que apresentava o resultado dos jogos no fantástico. Antes e durante a sessão teve deputado agindo como leões para entrar no plenário, teve quem tenha ficado como uma hiena apenas rindo de tudo, teve quem preferiu fazer como o tatu e ficou dentro da toca bem quietinho. O maior problema é saber, mais uma vez, com confirmação em rede nacional, que não podemos confiar naqueles representantes que escolhemos, pois eles agem como cobras que esperam o rato. Talvez o Ibama, o Ministério do Meio Ambiente ou o Greenpece se comova e tente salvar esta fauna. Eu, por mim e pelos que conheço sei que, aqueles que estão na Arca do Congresso podem entrar em extinsão.
É tanto bicho que sinto até falta da tabela com o nome do bicho e dezena do lado. Ah! É contravenção e dá cadeia. Mas só para os contraventores e para os animais de verdade, porque aqueles que estão lá no Distrito Federal estão protegidos. Só não sei se é pelo Ibama ou se por São Francisco de Assis.

quarta-feira, setembro 12, 2007

"Eu também vou reclamar"

Ultimamente o que mais tenho ouvido é: "pensa pelo lado positivo, tu estás bem, tens saúde, família que te ajuda com casa, comida...". É claro que eu penso no lado positivo, só que só pensar neste lado seria possível se todo o movimento do mundo não cobrasse que eu produza, que eu contribua $$$$. Seria ótimo pensar só por este lado se o relógio não me mostrasse a todo o momento que o tempo está passando, que não sou mais adolescente, que não posso me dar ao luxo de viver nas casa dos meus pais. E eu pergunto porque não? Porque teus pais não viverão para sempre responde ele, O TEMPO.
Sou feita de matéria perecível... como todos vós. E embora pareça, não sou ingrata, pelo contrário agradeço todas as noites pelas graças que tenho. Agradeço pelo abrigo do meu lar, pelo cobertor, comida, saúde, capacidade para o trabalho, família que me apóia. Sou grata por cada segundo, por cada respiração. Sou realmente grata por tudo.
Só que estar grata por viver e ter o básico não dá o direito de outras pessoas me sacanearem. Não é porque tenho casa e comida que podem explorar meu trabalho sem pagar.
Não é porque tenho saúde, casa e comida que não posso me indignar com situações em que eu deveria ser tratada com respeito, já que nunca faltei com o respeito ao outro.
O fato de ter saúde, casa, comida, família me deixa ver com mais clareza o quão miserável é a situação de tantas pessoas neste país. É a gratidão por casa, saúde, comida e família que me permite lutar, gritar, me indignar com a situação de injustiça porque passam tantas pessoas.
Às vezes eu me sinto culpada por ter tanto se comparada a outras gentes e ainda assim me sentir triste, infeliz. Só que o justo é que todos tenhamos o melhor. Satisfazer-se com isto e acomodar-se é tudo o que os sacanas querem. Observem como as coisas são e funcionam no Brasil.
Agora coloque que todas as gentes agradecendo pelo que tem e permitindo que quem tem mais continue lhes sacaneando. Ah! Já funciona assim? Sim, mas ainda há quem se revolta, quem se indigne.
O melhor seria se todos pensássemos como Gandhi e pegássemos apenas a parte que nos cabe, o necessário. Só que o mundo te cobra que queiras mais, cria novas necessidades. Ninguém mais aproveita o que tem porque assim que consegue o que quer já quer outra coisa, mais moderno, mais potente, com mais bits, com mais watts, com mais metros quadrados, com air bag e importado. Sempre mais caro, é claro!
Em 30 anos de vida é a primeira vez que sofro de insônia, e para chamar o sono escrevo. Insônia... e olha que não tenho aluguel pra pagar, nem compras para fazer no supermercado, nem criança pra sustentar ou cuidar. Mas devo no cheque especial, porque fui para um teste noutra cidade e tive que morar uns dias num hotel; e desde lá fui negociando, renegociando até que agora não deu mais pra re-re-renegociar. Devo o transporte, devo o curso de alemão - afinal é preciso se aprimorar, criar um diferencial para ser um bom profissional. "Devo não nego, pago quando pudeR$".
Graças a Deus e ao meu pai não devo mais pra UCPel. É bom nem falar nisso, pois é capaz de eles refazerem alguns cálculos e descobrir mais alguma dívida.
Viu? Desvirtuei o assunto, devia ter continuado falando na gratidão, em continuar apesar de ter tido uma decepção, mas não... estou confessando minhas dívidas... e dúvidas.
Minhas dívidas, que podem me levar ao SPC/Serasa e minhas dúvidas em relação à bondade dos homens - aqui como seres humanos e não como pessoas do sexo masculino. Mais uma vez Raulzito me salva e me faz compreender que "dois problemas se misturam a verdade do universo e a prestação que vai vencer". E a todas estas... "eu tenho medo" de virar "meu amigo Pedro".

segunda-feira, setembro 10, 2007

Indignação

Não bastasse eu viver num país onde os crimes mais hediondos, como o desvio de verbas públicas que faria uma reforma verdadeiramente social e mudaria a vida de muitos miseráveis, não são punidos eu ainda arrumei um trabalho, noutra cidade, acumulei gastos e não recebi.
Não que as coisas tenham muito a ver, mas estão todas relacionadas, já que os culpados pelos desvios se concnetram na capital federal e o meu ex-chefe foi para lá assim que contratou a mim e mais duas jornalistas e uma outra menina como secretária. Dia 18 de setembro completa dois meses que ele foi para Brasília e desde que foi para lá ficou alguns dias sem nenhum contato conosco. Enquanto tínhamos como ir e nos manter durante o horário de trabalho lá (pois não tínhamos auxílio com transporte nem com alimentação) fomos e realizamos o trabalho de forma profissional e séria. Hoje faz 13 dias que enviei um e-mail para ele pedindo o pagamento do salário do mês de julho para continuar indo trabalhar, mas ele se quer respondeu e tampouco pagou. Agora já venceu o segundo mês de trabalho e nenhuma explicação foi dada.
Além de indignada fico chocada com tal situação. Aliás, choque é o que todos tem ao ouvir a minha história. Mas o meu caso é "fichinha" se comparado com a situação de uma outra colega neste mesmo trabalho.
Já não basta o desemprego ser um problemão ainda existem pessoas que se aproveitam do desespero alheio para se dar bem. A lei do Gérson continua imperando no nosso país!!! Isto é muito triste!!
O que me conforta é que embora pareça que todas estas coisas acontecem sem a menor chance de punição eu sei que o universo, que a energia cósmica, que os carmas, que Deus, Oxalá, ou Buda - tu podes dar o nome que quiseres- irá cobrar destas pessoas. Pode parecer que eu tenha ficado uma maluca carola, mas não... estou no meu juízo perfeito, com a razão e a lucidez comandando minha vida. Vivi algum tempo e posso dizer com conhecimento de causa que pode demorar, pode custar mas o que aqui a gente faz, aqui a gente paga.

terça-feira, setembro 04, 2007

Mil coisas...

Tanta coisa tem acontecido que fico sem saber por onde começar. Não sei se começo contando minha última decepção, que não foi amorosa, mas profissional. Pois é, estava trabalhando num jornal, com uma equipe muito legal, pessoas interessadas, cabeça aberta, livres, inteligentes e competentes, mas... sempre tem um "mãns". Pois é, a questão é que a re-estruturação do jornal ficou se estendendo, estendendo até não ter mais para onde ir. O chefe, por outro lado, sabia bem para aonde ir, calma... não foi pr´aquele lugar escuro e úmido não, embora também pudesse ser. Na verdade ele foi pra Brasília, disse que voltava dentro de 15 dias, só que até hoje esperamos por ele. Pra mal dos pecados o jornal parou de sair e ficamos sem saber o que fazer, além de... é claro não termos recebido. Mazelas de trabalhadores do mundo todo... agora, mais uma vez, desempregada.
O lado bom e poder voltar a me dedicar aos amigos, estudos e a este blog que ficou de ladinho por um tempo.
Além disso - desejem-me tudo de bom - estou completando mais um aniversário. Desta vez o número é redondinho 30. Vocês sabem que andei em crise e o Carecone me deu alguns conselhos, me animou e consolou. hahaha Foi muito legal ter uma palavra amiga!! Agora estou convencida que é apenas um número, com energia e poder, mas um número. E como todo o número novo, a energia nova, faz as velhas irem embora e as coisas boas chegarem.
Vamos recomeçar, com ânimo e boa vontade, um dia as coisas engrenam e eu paro de entrar em furadas. O bom é que mesmo nas furadas eu acabo encontrando amigos, e desta vez não foi diferente.
Grande beijo a todos e não me abandonem, please!

sexta-feira, agosto 17, 2007

O que é isso companheiro??

Sabe que eu pensei, olha só que otimismo, que nós vivíamos num país democrático. Num lugar onde as pessoas podiam expor sua opinião e até falar abertamente do seu descontentamento. Protestos, passeatas e vaias são entendidos hoje como algo de jovens imaturos e sem consciência política. O pior é ouvir isto de um cidadão que sempre se disse de esquerda, desde sua juventude. O que isso companheiro? Como é que tem coragem, presidente Lula de começar um discurso falando que "o pessoal é tão jovem que é desprovido de consciência política" porque vai protestar com nariz de palhaço? Como pôde esquecer que durante os 20 anos da Ditadura Militar foram os jovens que lutaram contra o regime autoritário, contra a censura imposta pelos milicos e toda a sorte de abusos de poder? Esqueceu que foram os jovens caras pintadas que atuaram no impeachment do presidente Collor?
Eu não aceito. Eu protesto com ou sem nariz de palhaço e continuarei protestando. Não aceito a menor sombra de censura, estudo este tema e abomino as formas pelas quais ela se apresenta. Atualmente o governo vai usando o argumento de proteção do presidente e de sua equipe e vai calando, ou tentando- calar a voz de quem tem muito a dizer e denunciar.
Como é possível dizer que a polícia federal irá investigar e punir a todos os corruptos, cortar na própria carne e ao surgirem denúncias tentar abafá-las?
Durante muitos anos senhor Lula, antes de o senhor ser eleito, sua posição, sua postura e seu discurso eram outros. O senhor sempre engrossava o coro dos descontentes, com certeza deve ter vaiado muitos políticos. Talvez tenha vaiado e levantado o dedo em riste para denunciar alguns dos políticos que hoje fazem parte da sua base governamental.
Concordo que o ser humano deve mudar, deve evoluir e tentar pensar de outra forma, mas ser eleito com um programa de governo que é voltado para povo e depois de eleito mudar totalmente sua maneira de agir e se dirigir a ele só demonstra que desde sempre a intenção não era aquela que o levou a chegar onde está.
Antigamente os protestos eram entendidos pelo presidente, hoje eles incomodam, chateiam, magoam. Não será hora de o senhor presidente rever seus conceitos, seus anos de governo e ouvir o que a população brasileira está dizendo? Pois, se bem me lembro e eu lembro bem, os petistas condenavam a política paternalista de conceção de bolsas e cotas, sua meta era uma reforma política e social efetiva. Lembro inclusive de discursos onde o senhor próprio dizia que não daria o peixe, mas ensinaria a pescar. O que vejo não é bem isto, morando numa cidade pobre e convivendo de perto com pessoas de todos os níveis percebo que a população marginalizada e da periferia só esta recebendo um paliativo, pois as outras necessidades básicas continuam em estado de calamidade.
Outra coisa muito séria é comparar duas situações de dimensões diferentes. Uma bolsa de estudos no exterior, bancada por empresas particulares ou governamentais, visa um retorno e tem este retorno, porque o pesquisador, mesmo que não volte ao seu país, publica, devolve pra ele através de seu estudo, das suas descobertas, do seu trabalho o investimento feito. No entanto, uma bolsa família que não cobra efetivamente nenhum melhoramento da família que o recebe não devolve nada, ao contrário tira ainda mais o que já é pouco. Uma política que parte do pagamento de um valor xis para a família que tem tantos filhos, acaba é incentivando as pessoas e continuarem procriando para manter o recurso que recebem. Concordo que precisa existir atualmente uma política imediata, mas ainda falta políticas que funcionem realmente e vão para além do dar um "édinheirinho".
Companheiro Lula, coloque a sua mão na consciência, pense antes de improvisar e falar. Olhe para o seu passado de luta na esquerda e volte a ter coerência com a sua história. Respeite os eleitores que votaram no senhor, nós também queremos que o Brasil melhore. Admito que existem políticas e programas de muito valor que foram implantados pelo seu governo, no entanto as pessoas tem o direito de demonstrar seu descontentamento, afinal vivemos ou não num país democrático, com liberdade de expressão- conquistada com muita luta, inclusive com o senhor fazendo parte dela?

quinta-feira, agosto 16, 2007

Elvis e eu...

No dia 16 de agosto de 1977 o rock perdia o seu Rei, Elvis Presley. Segundo Raul Seixas, o rock acabou quando Elvis entrou no exército, agora, 30 anos depois da morte do artista os fãs ainda choram sua morte. Gracieland virou um santuário e todos que querem prestar uma homenagem a ele vão até lá para deixar flores, acender velas e conhecer a casa do Rei do Rock.
Menos de um mês depois eu nasci. Foi num domingo, conta minha mãe. Acho que esta proximidade, entre o meu nascimento e a morte do Elvis, me fizeram nutrir um carinho por ele. Sempre que posso assisto os filmes que ele protagonizou, os que contam sua história, ouço suas músicas e procuro coisas sobre o ídolo.
Esta homenagem tá meio louca e esquisofrenica, mas é de coração pra Rei do Rock, Elvis Presley, que eu amo de paixão!!!!!

Eu sempre quis ser um personagem dos Simpsons

terça-feira, agosto 14, 2007

Enturmação ou amontoamento?

A mais nova idéia da governadora do Estado, Yeda Crusius é da enturmação, que consiste em maior número de aulos por sala de aula e professor. Ela argumenta que um aluno de seis, sete anos não sabe dizer que quer conviver com 30 crianças e que turmas com duas ou cinco alunos torna o aprendizado monótono.
É claro que não se defende turmas de cinco alunos para o ensino, mas um número de até 15 ou 20 crianças, afinal numa sala com 40 como controlar, como dar atenção a todas de forma igual? Mais uma vez a governadora vai na contramão da história. Enquanto pedagogos e professores defendem um ensino personalizado de aproximação com o estudante, Yeda quer modificar a estrutura e amontoar as crianças numa sala por conta de uma sociabilidade, de uma enturmação que a criança não tem apenas na sala de aula. A socialização do aluno ocorre dentro da escola de forma ampla no convívio com diretores, funcionários, professores e colegas. E se dá além das paredas da sala de aula, acontece no pátio durante o recreio, no momento da merenda, nas comemorações - incentivando os pais e a comunidade a participar.
Tem momentos em que me pergunto seriamente: de onde saem idéias como estas? É como dizem por aí, idéias como estas se tira do C* com pauzinho.

sexta-feira, agosto 10, 2007

Futebol e homossexualismo

Não concordo que futebol seja coisa de homem, embora eu não seja torcedora fanática, nem jogue. Tem muitas mulheres que gostam e entendem do jogo. A própria seleção feminina de futebol no Panamericano foi melhor do que os meninos da sub17.
O problema é que no Brasil, apesar de todos negarem, existe preconceito sim. É um preconceito caricato onde um homossexual tem que ser a caricatura que a mais tacanha e antiga forma de discriminação criou. Para estas pessoas o gay não pode ser gay se não for afetadíssimo, com trejeitos e roupa de mulher. A lésbica tem que ser o maior macho da paróquia e se possível deve coçar o saco. Mesmo com todas as campanhas e com as mudanças que já aconteceram ainda não se respeitar o direito de escolha das pessoas.
Tanto que o juiz Manoel Maximiano Junqueira Filho proferiu sentença tão discriminatória quanto as insinuações do diretor administrativo do Palmeiras, José Cyrillo Jr, contra o volante Richarlyson do São Paulo, e que motivou uma queixa-crime por parte do atleta. O juiz disse na sentença que o futebol é "viril, varonil, não homossexual". Eu pergunto com qual autoridade? Em outras palavras ele disse que futebol é coisa de homem, como se a opção sexual de uma pessoa interferisse diretamente no seu desempenho profissional.
Pra completar o festival discriminatório o juiz disse: "O que não se pode entender é que a Associação de Gays da Bahia (...) teime em projetar para o gramado atletas homossexuais". De onde saiu este cidadão? Como conseguiu dizer tanta besteira num documento oficial como um despacho da Justiça? Com que conhecimento ele diz que este ou aquele servem pra tal profissão? Além de juiz ele também é orientador profissional?
A insensibilidade de um homem que trabalha na lei não pode ser vista de forma passiva. Ele está lá para tentar fazer com que haja justiça em casos como este. Se fosse um caso de racismo o que é que ele diria?? Despacho indeferido, o criolo deve voltar prasenzala e ficar quietinho como sempre foi??? Que espécie de gente é esse juiz???
É impressionante o que ele coloca na senteça. Escorre preconceito pelos cantos da página. Ele não só diz que é sem cabimento a queixa-crime de Richarlyson, como estimula a violência, dizendo que se o atleta se sentiu ofendido deveria ter respondido no ato, num "téte-à-téte" e completa dizendo que levar o caso a Justiça é dar maior dimensão ao fato.
A constituição nos garante liberdade de credo, de religião, de ir e vir, de escolha. Não somos obrigados a ser ou nos comportar como pessoas moralistas e preconceituosas querem. Preconceito é crime, seja ele qual for. Eu, se fosse o Richarlyson, apresentaria queixa-crime contra o juiz Manoel. Não guarde preconceito dentro de si, trabalhe, busque saber porque ele está aí, tente dissipá-lo. É sabido que todos tem algum preconceito, é inerente ao homem, mas há muitas coisas que fazem parte da nossa cultura e que só nos fazem mal, a corrupção é uma delas, o preconceito, o ódio, a ganância.

quarta-feira, agosto 08, 2007

Ele voltou!!

Embora muitas pessoas já tenham dito que não adianta criticar, nem falar eu não me canso de dizer o quanto a política no Brasil está corroída por criaturas sem credibilidade, de mau caráter e com uma tremenda cara-de-pau.
O presidente da Senado, senhor Renan Calheiros, pra não dizer coisas que ele é e merece ouvir, mas vocês que leêm aqui não, voltou com a cara mais deslavada do mundo para seu posto. Mesmo com o protesto de senadores da oposição, já que o PMDB é sempre da situação.
Ele disse que não seria leviano de acusar um outro senador, disse isto com o dedo em riste e já cuspindo que o tal senador possui contas não esclarecidas, empréstimos e sei-lá-mais-o-quê.
O Lula, por sua vez, lá da Nicarágua, falou sobre o caso, classificando a atitude dos senadores e deputados de atrasar e dificultar a votação de projetos como protesto à presença de Renan comandando as sessões. Apesar de todos os nosso problemas internos não se pode deixar a política internacional parada, por isso o presidente da República garantiu apoia à Nicarágua.
Quase ao mesmo tempo, só que na Argentina, Hugo Chávez criticou o Brasil.
O pior de tudo é que a coisa não muda, nós estamos vendo os militantes petistas desacorçoados com tanta baixaria, com tanta mudança no projeto, ou com tanto cônchavo pra manter o tal projeto para melhor o país e o partido, que deveria fazer alguma coisa pra realmente melhorar as coisas fica sempre na mesma, aceita calado todo e qualquer apoio.
Será que o PT vai virar um PMDB da vida? Sim, porque durante a ditadura militar o PMDB era rebelde, estava do lado dos estudantes contra o regime autoritário. Depois disso, uma vez no poder nunca mais saiu. Não existe um princípio, um ideal que o faça estar lá. É apenas a ambição, é só pelo dinheiro e o poder.
Como será com o PT? Em todos os lugares que governa é eleito por vários mandatos, na presidência já está no segundo o que virá? Um golpe de estado onde Lula se tornará um ditador? Uma dobradinha PT - PMDB para a presidência da república nas próximas eleições? Estando ambos na presidência será mais fácil de negociar cargos e formar bancadas na câmara e no senado.
Vamos abrir os olhos minha gente, embora a corrupção pareça estar longe ela pode nos atingir em cheio e mais rápido do que imaginamos.

sexta-feira, agosto 03, 2007

Manifestações do governo Lula e do PT contra a imprensa

A organização Reporteres Sem Fronteiras (RSF) repuciou a convocação do governo Lula e do PT (Partido dos Trabalhadores) para mobilização "contra a direita aliada a certos setores da mídia contra o PT e o governo federal". A RSF demonstrou preocupação com tal atitude.
Eu também estou preocupada, para mim, como já disse pode ser a semente de uma censura grande. Não é possível permitirmos que isto ocorra. O período da ditadura foi muito ruim para a imprensa e as artes, ao passo que também instigou os artistas a trabalharem de forma mais criativa na tentativa de burlar os censores. Empastelamentos, agressões, prisões de jornalistas, mortes e desaparecimentos são o saldo de um período negro na história do nosso país. É claro que tem outros momentos históricos sérios, mas este foi recente e ainda há muita coisa que não foi esclarecida. Há que se ter cuidado.

quinta-feira, agosto 02, 2007

Enquanto isso em Brasília...

Lá em Brasília os deputados estão empenhados em criar mais uma CPI, esta para investigar o acidente da TAM e ver se resolvem o caos aéreo. Em uma hora de programa da TV Câmara todos os que falaram lamentaram muito as mortes de Julio Redeker e ACM. Uma coisa meio despropositada, já que faz uma semana que eles morreram. Além disso eles foram eleitos para cuidar dos interesses do povo e não dar condolências. Não defenderam nada, aquela sessão é uma palhaçada, não dizem nada com nada. A deputada Janete Pietá, já começou a campanha do governo Lula contra a mídia particular, que segundo eles está usando o momento atual para articular, junto com a oposição, ações contra o governo. Adicionado a cobertura do acidente da Tam estão as vaias ao presidente na abertura do Panamericano. Não vi até agora ninguém falar algo que desse algum caminho para solucionar os problemas aéreos e os tantos outros que assolam o país. É apenas uma insuflação dos egos, um desfile de discursos mal lidos e sem muito fundo argumentativo. O povo continua sem saber o que realmente o governo faz por ele. Ainda não são visíveis as melhorias, se é que elas existem. O que temos que ter bem conscientes é que atitudes de repúdio dos governantes contra os meios de comunicação podem ser a semente de uma futura censura. Isto, nós não podemos admitir, começa com a proibição de programas e acabam impedindo a veiculação de informações importantes para o povo. Temos cicatrizes abertas pela ditadura militar que ainda não foram totalmente curadas, o próprio presidente foi preso, não é possível que agora ele se comporte indo contra tudo o que condenou durante toda a sua vida. Não me importo se isto foram em outros tempos, se a situação foi outra, o que me conta é a coerência. Se o cara é um reacionário, facínora e canalha como o ACM foi sua vida toda, muito que bem. Agora o cara ser um libertário, esquerdista e socialista e ao chegar ao poder virar um marionete, ou pior mudar totalmente suas políticas, isto eu não admito e faço campanha contra sim! Porque das duas uma, ou ele realmente é um cara que para conseguir o que quer faz acordo com o capeta ou o que ele quer mesmo é ser um ditador. Caso a segunda seja a opção correta ele tem pretensão de ser um dos piores tipos, daqueles que começam calando a imprensa e terminam por aniquilar o povo.

terça-feira, julho 31, 2007

"Um jeito novo de governar"

Quem caiu na esparrela da governadora Ieda "Cruz credo pé de pato mangalô três vezes" agora deve estar arrependido de ter escolhido o "jeito novo de governar". Talvez este jeito tenha sido novo na Idade Média ou durante o feudalismo. O que ela demonstra é ser uma governadora, eleita democraticamente que impõe a sua vontade, mesmo que isso signifique prejudicar o povo.
Começou com algumas com o reajuste do funcionalismo, depois com algumas questões ambientais - que não puderam sequer ser discutidas pois já haviam sido resolvidas - e agora, por fim e na contramão de tudo ela resolveu que vai diminuir o número de salas de aulas do Estado, aumentando o número de estudantes em sala. Qual o objetivo? Diminuir o número de professores, decerto para desafogar a folha de pagamento, muito sobrecarregada.
É impressionante uma coisa destas, além de revoltante. Agora pensem... a maioria dos programas sociais voltados a infância tem como o primeiro objetivo a alfabetização, a criança na escola. Alguns cobram a matrícula e a freqüência. Todos que defendem as políticas socias, a diminuição da violência, a crise brasileira apostam na EDUCAÇÃO como a única saída. E a senhora dona governadora resolveu que por aqui tá todo mundo muito alfabetizado e estudando demais, o negócio é transformar umas salas de aula em depósito, diminuir o quadro de professores do Estado (isto como se todas as escolas estivessem muito bem obrigado!) e colocar estas crianças pra fazer algo mais produtivo. Gente que sabe ler, escrever e pensar não é bom, prejudica a política por que enxerga melhor as falcatruas. Analfabeto é que é bom! Basta dar um par de havaianas, prometer dentaduras, ou umas cestas básicas e o voto tá garantido! Pra quê escola? Isto dá muita despesa, tem que ter merendeira, merenda, manutenção de prédio, guarda, professor, muito dinheiro gasto sem necessidade.
Com certeza lá na casa dela netos e bisnetos estudam em escolas particulares e por isso não há com que se preocupar. Além disso, dinheiro bem empregado é o do aumento do salário dos deputados, este sim é um dinheiro que dá retorno em dobro através da aprovação de projetos que são do interesse do governo.
Jeito novo de governar né? Preocupação de mãe? Formação com base no gênero, respeito pelos semelhantes, busca de melhorias??? Qualquer dia faz que nem o FHC e diz: "esqueçam tudo o que eu escrevi", no caso dela será "ESQUEÇAM TUDO O QUE PROMETI".

segunda-feira, julho 23, 2007

Semana fúnebre

A semana começou triste com o desastre do vôo 3054. Muita dor e sofrimento.
No final a morte de ACM, a Bahia chorou seu velho coronel, seu ex-governador. Outros, no entanto, não lamentaram, mas reconheceram a importância deste bahiano para a política nacional.
Eu não posso dizer que lamento a perda, mas também reconheço que sem ACM muita coisa no Brasil seria diferente. Quem sabe melhor, talvez pior. O que sei é que ele apoiou o golpe militar, teve muita influência e poder neste período e depois dele. Rompeu com os militares em 1984, quando o golpe já estava caindo e apoiou as diretas. Foi governador baiano em dois mandatos durante o regime e foi eleito pelo voto. Renunciou para não ser cassado depois da fraude do painel eletrônico na votação do projeto de reeleição que beneficiava Fernando Henrique Cardoso. Perdeu dois filhos e deixou de herança para o neto o dedo em riste para acusar, delatar ou discursar. Com certeza já havia mandado fazer um patuá tão poderoso quanto o que carregava no peito para proteger seu neto.
Enfim... apesar dos pesares morreu uma legenda da política. E a semana pesada que acabou. Isso é bom porque demonstra a verdade do dito "não há bem que nunca se acabe nem mal que nunca termine".

sexta-feira, julho 20, 2007

Amizade

Amigos queridos, desejo neste dia da Amizade que todos vocês sejam muito felizes, amo vocês de coração. Mil beijos

ACM

Antonio Carlos Magalhães está doente. Desde o dia 13 de julho está internado para tratamento de problemas cardíacos e renal. Quis fazer o registro pois durante muito tempo este foi o coronel do Brasil, detinha poderes, mandava e desmandava, muita sacanagem política fez e deve ter acobertado, agora deve estar revendo seu comportamento, sua vida.

Vôo 3054

Não quero falar nas coisas que aconteceram, nem especular se ouve falha humana ou mecânica. Não vou falar que foi desrespeito por demais com os familiares deixá-los esperando horas e eles ficarem sabendo a lista de passageiros pelo rádio. Enfim, não quero falar da dor. O momento é de silêncio, é de reverência as vítimas e de reflexão sobre o porquê da pista ter sido entregue antes do prazo previsto. É necessário refletir sobre o motivo pelo qual alguns pilotos reclamaram da pista e por que ela não foi fechada. E se havia defeito no avião, porque mantinham ele voando?
Aos familiares, eu enquanto gaúcha e brasileira, peço desculpas. Peço desculpas por o meu país ser o país do jeitinho, por as pessoas acharem que o jeitinho ajeita tudo, por a lei do Gerson - de levar vantagem em tudo- ser uma constante e vir sempre antes de qualquer outro pensamento.
Eu não penso assim, mas a maioria pensa e outra parte sente-se impotente para fazer alguma coisa. Quem sabe diante de uma tragédia como esta as pessoas não se mobilizem e hajam para que tudo isto mude realmente?

segunda-feira, julho 16, 2007

Panamericano

Não gosto de assistir jogos na televisão. Quem me conhece sabe que na beira do campo de várzea a torcida é toda minha. Sim xingo juiz, torcida adversária, adversários, enfim. Até assisto jogos de decisão na tevê junto com os amigos, quentão e pipoca, mas sozinha ou jogos corriqueiros não é muito minha praia.
Assistindo a cobertura do Panamericano lembrei de quanto gostava de assistir a ginástica olímpica na televisão. Adorava aquelas meninas magrelas e pequenininhas fazendo mil contorcionismos dentro de um maiô mega colorido. Lembrei das russas, que eram as melhores na ginástica. Lembrei de uma vez que assisti um ballet maravilhoso na televisão. Hoje não tem mais isto, até os desenhos animados não têm graça. Mas não foi sobre isto que vim escrever.
Vim falar de como gostei de ver a ginástica artistíca masculina. O nome da tarde de sábado foi Vítor Rosa, que apesar de ter fraturado o dedinho, em sua segunda apresentação, não deixou pra lá e concluiu o circuito tirando ótimas notas em suas exibições, mesmo com a expressão de dor.
Foi muito bom ver que o Brasil tá no páreo e fazendo bonito. Torci muito por eles, mais do que num jogo de futebol. Pra confessar pra vocês, ontem não assisti a decisão contra os hermanos. Claro queria que o Brasil ganhasse, mas a seleção do Dunga não me convenceu, embora tenha ganho a Copa América.

sexta-feira, julho 13, 2007

Política

Minha vida está um pouco de pernas pro ar, como já disse, saiu 6h30min da manhã e volto pra casa só lá pelas 19h. Por conta disso não tenho acompanhado muito o noticiário televisivo, mas tenho tenttado me manter informada sobre o Brasil e o mundo pela internet e coisa assim. Soube que Roriz renunciou e que Renan preferiu não conuzir uma votação devido a protestos que seriam feitos, mas o pior é saber que além de não renunciar, não há como tirá-lo da presidência do senado. Nenhum senador da República quer se queimar e meter a mão nesta sujeira toda. Como sempre o povo segue decepcionado e sem esperança de que as coisas mudem. Depois de fazer uma enquete percebi que muitas pessoas querem que o presidente do senado renuncie por acreditarem que isto daria credibilidade ao congresso. Alguns chegam a dizer que já está udo mais que provado e que Calheiros deve pegar suas coisas e abandonar a política. Outros falam sobre a incoerência do PMDB. No entanto, apenas uma das entrevistadas, inclusive me surpreendeu por ser uma guria bem jovem, falou que a renúncia só beneficia os políticos. Ela sugeriu que se criasse uma lei que impedisse que os deputados, senadores, vereadores prefeitos, etc utilizassem a renúncia para se beneficiar e não perder os direitos políticos se cassados. Mas esta mesma menina não acredita que exista uma punição pra os corruptos.
O povo está perdendo a esperança.

Ainda o frio

Depois do post anterior, lembrei de outra palavra muito usada aqui no Sul que também significa estar com muito frio, que é encarangar. Ontem eu estive durante todo o dia encarangada de tanto frio, imaginem vocês que fez, em Pelotas às 7h da matina -3º?
Agora imaginem a paulista que tá aqui em Rio Grande trabalhando conosco no jornal? Não sabe mais o que fazer e nem o que vestir. Resultado... tá encarangada.

quinta-feira, julho 12, 2007

"Frio de renguiar cusco"

Eu admiro as pessoas que às 6h e pouco da manhã estão felizes, contentes e contando piadas. Mesmo que estás seis e alguma coisa sejam num dia muito frio, dia de um grau negativo, sim -1º, com campos branquinhos de geada. Mesmo assim as pessoas estão lá no ônibus contando as piadas que receberam por email, dando risada como se não estivessem com frio. E eu lá, toda "intanguida" - esta deve ser uma palavra que só se usa no Rio Grande do sul, por isso aí vai a tradução, intanguir é estar com tanto frio, tanto frio que a pessoa fica encolhida e cada vez vai se encolhendo mais. Mas eu realmente tenho uma certa dificuldade de acordar cedo, e com frio então esta dificuldade fica ainda maior.
Concordo que ver o espetáculo que a natureza proporciona ornando os campos verdes em esculturas brancas compensa, mas... mesmo assim eu prefiro a minha cama.
O mais interessante de tudo isto é que há tempos eu não lembro de um frio tão intenso. Esta coisa de sentir necessidade de luvas, tocas, cachecóis e mantas era uma lembrança remota da infância e da juventude, quando para colocar o nariz pra fora primeiro precisava colocar muitas peças de roupa até ficar duro. Sair pela manhã da cama era um suplício e para soltar fumaça pela boca não precisava estar fumando.
Estes últimos dias aqui nos pampas têm sido assim, uma volta ao passada, ou uma volta do inverno com temperaturas negativas e pastagens brancas de geada. Fioc pensando no pessoal que vive nas ruas, que não tem cobertas, roupas ou comida quente. Porque o frio abre o apetite, o corpo pede mais fontes de energia para manter a temperatura.
Até os cachorros precisam de agasalhos, pois do contrário a máxima se confirma. O frio de renguiar cusco - outra expressão nossa, na verdade bem mais gaudéria do que outra coisa, que nada mais é que uma constataçãode que quando está muito frio o cusco (cão) encolhe uma das patas - tá aí, agasalhem-se.

terça-feira, julho 10, 2007

Trabalho no Jornal Rio Grande

Estou trabalhando, depois de algum tempo parada, fazendo trabalhos burocráticos e massantes, agora comecei a produzir matérias. Por enquanto a coisa está engatinhando, o jornal está se reestruturando, começa a ser bissemanal. Visitem http://www.jornalriogrande.com.br/.
Eu estou gostando demais, o grupo de trabalho, mais duas jornalistas e o chefe, são muito legais.
Logo-logo volto com meus comentários.
Falando nisso, hoje, dia da Pizza o caso do senhor Renan Calheiros foi arquivado, quem imaginaria não?!

segunda-feira, julho 02, 2007

Bezerras e bois

Dizer mais uma vez que... o congresso nacional é uma VERGONHA, seria por demais repetitivo. Mas não tem como deixar de se indignar, irritar, revoltar e querer brigar. Eu conheci uma piauense que morava em Brasília há muito tempo. Esta mulher era muito gente boa, seu nome era Clotildes Maria e, desde aquela época 1997 ou 1998, ela já dizia que Joaquim Roriz, ex-governador do Distrito Federal, não prestava. Mas... nem todos pensam assim e ele aproveita da ingenuidade dos eleitores para ir chorar no púbito do congresso questionando se "um senador da República não pode pedir um empréstimo a um amigo?".

O presidente do senado Renan Calheiros afirma que pagou suas "dívidas" com alguns bois que vendeu, mas os números, inclusive com cifrõe$$$ não provam isso.
Em resumo... a coisa virou uma avacalhação!!!!

Um mondo interessante

Tem um outro amigo querido que também tem um blog, um blog que reflete todo o seu MONDO CARECONE. Ele escreve poesia, algumas coisas fortes no Diário de um louco (que eu adoro!!), enfim... Apareçam por lá, e comentem, não se acanhem não. É bom saber que a nossa "voz" tá chegando em alguém.

Novo Blog

Um grande amigo está com um blog. Demorou bastante, mas agora ele resolveu dar o pontapé inicial num blog podre de chique bilingue. Quem tiver interesse de ler algumas impressões que este maluco tem do mundo aparece por lá.

quarta-feira, junho 27, 2007

Vergonha é pouco!!!!!

No meu estado está acontecendo tanta coisa triste que a declaração desaforada de um deputado estadual sobre o aumento do salário me fez ter vontade de possuir uma arma. É claro que eu iria fazer ele renunciar ao cargo depois de dizer a todos os gaúchos, indlusive aos que votaram nele que: "Se alguém acha que meu salário é alto que se candidate ao meu lugar, se eleja e passe a ganhar o mesmo que eu!". Aleceu Moreira, deputado estadual pelo PMDB,
Seria cômico não fosse triste saber que a cada dia eles estão se importando menos com o povo, com o eleitorado. Isto sempre valendo-se daquela máxima de que o povão logo-logo esquece o que aconteceu, o que foi dito, o que foi feito. Da mesma forma que fazem obras mirabolantes que encham os olhos, mesmo que o saneamento básico, a saúde sejam mais importantes.
Enquanto lá na Assembléia Legislativa os deputados estavam votando o aumento do seu próprio salário em entrevista coletiva o secretário da Fazenda, Aod Cunha explicava o porque de os funcionários públicos, mesmo com uma liminar, não receberão os salários. Com o aumento os salários dos deputados estaduais passará de R$ 9,5 mil para R$11, 6mil. Agora me digam... quando é para votar o aumento do piso regional qualquer percentual é muito alto.
Além de se beneficiarem com a votação do aumento dos salários os deputados retiraram da pauta de votação dosi projetos um chamado Crescer RS e outro que autoriza o pagamento de despesas empenhadas e reconhecidas pelo Tesouro Nacional.
Mas eu fiquei foi indignada com a declaração do deputado Alcue Moreira e ele pode contar que nas próximas eleições eu terei o seu nome anotado e farei campanha contra ele.

terça-feira, junho 26, 2007

Homenagem

Hoje a homenagem é para o Nelson Nobre um grande cara.
Ele era o responsável pela conservação da memória de Pelotas através do acervo do seu quiosque localizado na rua 15 de Novembro, no calçadão com o mesmo nome. O Pelotas memória trazia a cada nova exposição uma perspectiva diferente da história da nossa cidade.
Nas datas especiais, como dia das Mães, Carnaval realizava uma apresentação musical junto ao quiosque que fechava a rua e envolvia a todos que passavam por ali.
O velório do preservacionista foi realizado no Teatro Sete de Abril e o sepultamento aconteceu às 16h 30min no Cemitério Ecumênico São Francisco de Paula.
O pelotas Memória tem uma página na internet com galeria de imagens, informações sobre a histócia da cidade e catálogo dos fascículos publicados por Nobre.

segunda-feira, junho 25, 2007

Garotos de classe média

Não é novidade que garotos de classe média tem todas as suas vontades realizadas pelos pais. Geralmente eles estudam, ou estudaram, em bons colégios, tem grana para festas, tem um carro para badalar, moram em condomínios de luxo, convivem com o que os colunistas socias chamam de "nata" da sociedade. São estes mesmos garotos que ficam por conta da empregada doméstica ou da Babá, que não podem corrigir sua má criação, nem colocar de castigo por causa das coisas que disse ou das brigas em que se meteu na escola. Os pais... os pais acham que dar tudo de bom e de melhor é criar bem um filho, não cobram nada, não sabem quem são os filhos depois que saem pela porta. Nunca pensaram que a gorda mesada pode bem ser a chave para abrir a porta do mundo das drogas.


Já ouvimos estarrecidos que: meninos de classe média queimaram um índio Pataxó, no dia do índio, que dormia em um ponto de ônibus, queimaram mendigos nas ruas, atropelam e fogem com a conivência do pai que está do lado e para completar, na época era ministro, como punição o pagamento de algumas cestas básicas e pronto. Agora a novidade é que os garotos de classe média pararam o carro num ponto de ônibus, roubaram a bolsa da empregada doméstica Sirlei Dias Carvalho Pinto e a agrediram de forma brutal, fraturando os ossos da face. O primeiro argumento dos garotos é de que pensram se tratar de uma prostituta. Começaram mal, muito mal. Fosse ela prostituta, mendiga, índia, moradora de rua, qualquer coisa nesta vida, ainda assim ela seria um ser humano. E estes garotos não têm o direito de agredir ninguém, de matar ou tirar satisfação sobre o que este alguém faz na rua de madrugada. Eles é que deveriam estar em casa dormindo para não fazer mal a ninguém.
Pior do que o argumento dos rapazes é um dos pais dizendo que os garotos serão presos com bandidos comuns, sendo eles estudantes, trabalhadores e de bom caráter. O que que é isso!!! Se tivesse sido o filho dele agredido, com certeza, ele iria querer a pena máxima não é?
A mulher estava esperando o ônibus para ir a uma consulta médica, era trabalhadora. E aí vem um pai dizer que o filho é um coitado!!!! É um coitado por não ter sido repreendido quando precisava, por não ter ficado sem mesada quando aprontou pela primeira vez.
O mais certo é o pai da moça agredida que disse pouco mas disse bem: "os pais estão dando muita mordomia e não estão querendo saber o que os filhos andam fazendo fora de casa".

Eu digo o seguinte, se fossem garotos pobres da favela, que cresceram numa condição social de miséria, que sofrem na pele preconceitos dos mais variados, que não têm muitas chances na vida, que vem de uma família desestruturada onde, geralmente, a mãe cria os filhos sozinha sofrendo privações e tendo de enfrentar os problemas de criação e educação dos filhos; poderíamos entender que eles roubavam para comer ou que o lugar onde eles vivem os levou ao vício das drogas e por isso roubam. Se fossem meninos de rua poderíamos dizer que a fome fez com que eles roubassem. Mas eram garotos que vivem em condomínios e prédios de luxo, são classe média alta, tinham carro, porque fizeram isso?
Por brincadeira como argumentou a advogada de defesa dos assassinos do índio Galdino Pataxó?
Estes garotos têm apenas um problema foram mal criados pelos pais que acharam que dar o videogame e os brinquedos caros que eles pediram, que estudar em escola particular substituiria o amor e o olhar da família. Aí está, agora eles brincam de agredir pessoas, de matar índios, de incendiar mendigos e moradores de rua, gente que nem passaram perto das oportunidades que eles têm de ser pessoas bem sucedidas, pessoas que não dormem na cama quentinha que eles tem, nem se alimentam bem como eles, pessoas que precisam trabalhar, e muito, para adquirir algo de seu, enquanto estes garotos recebem de mãos beijadas dos pais.
Eles devem ser punidos severamente, devem ser presos sim, porque, com certeza, tomando como base o primeiro argumento apresentado por eles de que: "pensaram se tratar de uma prostituta"; é um índicio de que esta não foi a primeira vez que tão adoráveis seres humanos cometeram atos de violência contra pessoas que sequer conheciam.
"Mas isso aqui ôô é um pouquinho de Brasil iaia" e com certeza eles irão prestar algum trabalho para a comunidade ou pagar algumas cestas básicas e o povão... o povão já acha que será assim e nem vai se mobilizar para que seja de outro modo.